terça-feira, 11 de dezembro de 2007

Soluço

Soluço, é assim que te saúdo inconscientemente
Quando te vejo de repente, soluço
Sem saber porque,
E até mesmo por quem,
Será o medo ou o susto que me faz soluçar?
É te encontrar inesperadamente,
E sobre impulso te chamar,
Levantar o pulso e gritar teu nome,
E começar a soluçar,
E quando chegas perto e tento falar,
Notas o meu soluço e corta o meu soluçar.

30/11/2007

4 comentários:

Piero Barcellos disse...

E o que é preciso para que tu pare de soluçar?

tunai giorge disse...

.

de volta a ativa!
muito bom!!

.

Rodrigo Dias disse...

Uma boa dica para parar o soluço é trancar a respiração por 1 minuto.

Se não funcionar, é só tomar um susto. O problema é que estás tão acostumada com a cara do Piero que ele nem te assusta mais. =D

hehehe!

Piero Barcellos disse...

Rodrigo, você fala como se fosse a última trakinas do pacote. Hehehe!